Estes segmentos estão “bombando” com a onda fitness

A onda fitness no Brasil está gerando negócios para PMEs e algumas delas estão "bombando"

São Paulo – A onda fitness no Brasil tem sido uma boa oportunidade para as pequenas e médias empresas. Surgem cada vez mais negócios dentro dessa área e muitas PMEs de segmentos como restaurantes, snacks e sucos detox estão aproveitando.

Veja abaixo uma lista com os segmentos que estão “bombando” com a onda fitness no Brasil e gerando negócios para PMEs:

Restaurantes fitness

O que é – Dentro de academias ou franquias, eles oferecem cardápio natural e com menos calorias

Quem faz – Fit Food/Oasis, Substância, Balada Mix

Foi em 2000 que o empresário paulista Humberto Munhoz e seus cinco sócios abriram o primeiro Fit Food dentro da academia Reebok. A comodidade de se comer saudável no mesmo ambiente que a ginástica fez com que os negócios prosperassem. 

Hoje eles têm mais uma Fit Food (em outra unidade da Rebook) e duas lojas Oasis, uma na luxuosa academia Bodytech no Shopping Iguatemi e outra na Bioritmo da Avenida Paulista, um dos pontos da rede mais frequentados por endinheirados.

O foco na classe A e B lhes rendeu um faturamento em 2015 de 8 milhões de reais e o grupo de empresários já avalia abrir franquias da marca Oasis.

Marmitas light

O que é – Entrega em casa kits de refeições balanceadas prontas e congeladas
Quem faz – Pronto Light, All Light Gourmet e Light and Joy

Pedro Pandolpho e seus sócios na Pronto Light só tem motivos para comemorar.

No mesmo ano em que completou sete anos no mercado, a empresa que vende e entrega marmitas saudáveis e congeladas inaugurou seu quarto espaço, o que lhe confere uma área total de 1500 metros quadrados.

Com o ‘boom’ das refeições prontas – e lights – a companhia hoje corre para atender a demanda não apenas de São Paulo, mas também do Rio de Janeiro e logo mais de Brasília, Campinas e São José dos Campos. A companhia faturou 10 milhões de reais em 2015.

Snacks

O que é – Entrega em casa kits de snacks, como castanhas e biscoitos salgados e doces saudáveis
Quem faz – Best Berry, Made in Natural e Veggie Box

Apostando na comodidade da entrega a domicílio e no mercado de lanchinhos para serem consumidos entre refeições, o sócios montaram um clube de assinatura com porções saudáveis.

De 20 opções de snacks, o cliente escolhe o plano de 10 (79,50 reais) ou 18 lanchinhos (99,90 reais) e recebe uma caixa poucos dias depois em sua casa.

“Nós procuramos transformar o snack em objeto de desejo, lançando coleções sazonais de produtos e embalagens”, conta Alberto Sasaki, um dos sócios que largou a sua carreira segura como Credit Risk Manager no Itaú BBA para entrar tocar a empresa. Há snacks integrais, sem lactose, sem glúten, vegano e orgânico, ao gosto do freguês.

A empresa faturou recebeu aporte de R$ 700 mil de um investidor anjo e, após seis meses, ampliou em 500% seu faturamento. A expectativa é entregar mais de um milhão de snacks em 2016.

Sucos detox e funcionais

O que é – Entrega em casa sucos detox e funcionais feitos no mesmo dia
Quem faz – Detox Shop, Urban Remedy e Detox Market

Com apenas 22 anos Gabriela Ferreira Leite já tem no currículo uma empresa bem sucedida. A Detox Shop fatura 100 mil por mês entregando kits de sucos funcionais e, mais recentemente, sopas light, em domicílio.

Gabriela e sua sócia, Bruna Ortiz Ciglio, quase não investe em marketing e vale-se do networking – que inclui algumas webcelebridades como Gabriela Pugliesi – para fazer a fama da marca no mundo fitness. Elas produzem os sucos no dia em que vão entregar e, por mês, saem quase 25 000 garrafas.

Elas já foram assediadas para vender os sucos em lojas de produtos naturais como Mundo Verde, mas ainda estudam o formato.

Suplementos

O que é – Fabricam no Brasil suplementos alimentares para quem pratica atividade física regularmente
Quem faz – Max Titanium, Integral Médica e Probiótica

Segundo a Associação Brasileira de Empresas de Produtos Nutricionais (Abenutri), o setor de suplementos deve crescer 15% neste ano, a partir de um faturamento de 980 milhões de reais no ano passado.

Além da diversificação de sabores e tipos de proteínas (whey protein, como é conhecido), o setor aposta em aumento do portfólio para crescer, atendendo também o público que não quer ganhar massa muscular, mas emagrecer, ganhar mais disposição e energia e viver de maneira mais saudável.

Entre as cinco maiores marcas no Brasil estão Integral Médica (14,2% de fatia do mercado), Probiótica (12,2%), Optimum Nutrition (11,8%), Max Titanium (6,7%) e Black Skull (6,1%).

Estúdios

O que é – Pequenas academias especializadas em uma modalidade física, como spinning, crossfit, pilates, funcional, personal training, yoga etc
Quem faz – Spin n’ Soul, Action 360 e CrossFit Posto 9

Inspirado no conceito de academias estúdios, com aulas especializadas e ar de comunidade, o empresário paulista Daniel Nasser inaugurou no Brasil a Spin’n Soul, com aulas apenas de spinning. Com pouco mais de um ano de operação, é difícil encontrar um lugar para malhar se não agendar com antecedência.

O endereço faz jus ao público: sua unidade fica no bairro do Itaim Bibi, um dos mais nobres da capital paulista. A empresa fatura 200 mil reais por mês e ele já abriu o processo de franquias. Também investe em eventos especiais como aulas de spinning em helipontos ou parques. Não há mensalidade – quem quiser fazer as aulas compra créditos no site e usa conforme quiser.

O empresário vai abrir outras duas academias próprias este ano também em bairros nobres.

Venda de diárias de academia

O que é – Comercializa diárias e planos, individuais e corporativos, para uso de uma rede de academias
Quem faz – Gympass

Ao apostar em vendas de diárias de academia, a Gympass conquistou o público que não gosta de se prender com um plano anual ou semestral.

A possibilidade de fazer aulas diversas – como yoga, dança, pilates, spinning, esgrima e outras – em um único mês também atrai. Hoje grande parte da receita vem dos planos corporativos, que funcionam como os planos de saúde convencionais – tem uma rede credenciada que pode ser usada ao gosto do cliente. Vendo a crescente demanda por estúdios especializados, a empresa lançou também, no ano passado, a Estúdio Pass, com planos de 99,90 reais com 730 estúdios cadastrados.

A empresa não abre faturamento, mas está presente em mais cinco países.

Vestuário e acessórios

O que é – Fabricantes de roupas e acessórios para ginástica
Quem faz – MEMO, Live! e Gonew

Patrícia Birman, filha do fundador da Arezzo, juntou sua experiência na empresa de calçados com seu gosto por moda e lançou em 2014 a Memo, loja de roupas esportivas fashion. A marca caiu no gosto das musas fitness e suas seguidoras e hoje fatura 12 milhões de reais por ano. .

A linha básica é a mais vendida – responde por 40% das vendas. Além das lojas em shoppings, como o luxuoso Iguatemi, em São Paulo, seus produtos também são comercializados pela internet. A empresária até se aventurou pela área de confecção, mas desistiu e hoje terceiriza a produção das peças, focando no design.

Os investimentos em marketing se limitam a alguns patrocínios em parcerias com outras marcas, como Spin’ n Soul e Tirolez. Estampa, por exemplo, as camisetas de duas corridas de rua por ano. 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s