Trabalhar na crise é mais divertido, diz Jorge Gerdau

“Tem uma frase que diz: ‘Animal de barriga cheia não caça’”, completou o empresário, durante evento para empreendedores.

São Paulo – Está sofrendo com a crise? Pois saiba que nem todos estão com você. O empresário Jorge Gerdau afirmou hoje que acha divertido trabalhar em períodos de recessão econômica.

“Prefiro trabalhar na crise, minha capacidade criativa é melhor, acho divertido”, afirmou hoje durante o CEO Summit, evento para empreendedores que acontece em São Paulo. “Tem uma frase que diz: ‘Animal de barriga cheia não caça’”, completou o empresário.

Na avaliação de Gerdau, o Brasil passa não por uma crise, mas por várias ao mesmo tempo. “Estamos num período de crise fiscal, econômica, política e moral”, avalia. Apesar do diagnóstico sombrio, o empreendedor lembra que o país já passou por momentos piores.

Mas como sair dessa situação? Para Gerdau, é necessário que os atores da sociedade, em especial os empreendedores, se mobilizem. “A sociedade civil ainda está omissa ou não é ativa no enfrentamento dos problemas”, afirma.

Outro empresário que participou do evento foi Pedro Passos, co-fundador da Natura. Segundo ele “a crise é brava”, mas nenhum empreendedor deve deixar seus planos de lado por conta dela.

“Não esperem a crise passar para fazer o que vocês querem. Sigam em frente, inovem, isso é parte do cenário. Todos os empreendedores dos últimos 50 anos tiveram crises como parte do cenário”, aconselha.

Ao comentar a necessidade de mobilização dos empreendedores, Passos disse também que não se deve esperar a crise passar para iniciar uma atuação social. “Não funciona pensar que ‘primeiro a empresa fica rica e depois nós vamos fazer filantropia’. Pelo contrário, as coisas vêm juntas”, afirma.

Sobre este tema, Gerdau lembra ainda que o crescimento das empresas está associado ao desenvolvimento do país. “Nós todos temos que trabalhar para melhorar o país. Eu comecei querendo fazer algo pela minha paróquia. E então a paróquia foi crescendo, e a minha responsabilidade também”, conclui.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s