A corrida mundial pelo diploma universitário

O número de jovens com formação universitária vai mais do que dobrar nos próximos 15 anos — e a maior parte do crescimento virá dos países emergentes

São Paulo — O número de jovens profissionais com formação universitária vai mais do que dobrar mundialmente nos próximos 15 anos — e a maior parte do crescimento virá dos países emergentes.

Segundo uma pesquisa da Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE), o clube dos países ricos, a população na faixa de 25 a 34 anos com formação superior vai passar dos atuais 137 milhões de pessoas para 300 milhões em 2030.

Até lá, 70% dos profissionais com ensino universitário estarão nos mercados emergentes. A participação dos países da OCDE deve cair dos ­atuais 50% para 30%.

A fatia do Brasil pode crescer um pouco. O problema é que, se a tendência recente for mantida, a formação por aqui ainda será desequilibrada: apenas um em cada dez jovens brasileiros sai da universidade com diploma nas áreas de ciência, tecnologia e engenharia.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s