As ações que pagam dividendos mais indicadas para fevereiro

Ações da Telefônica e da Ambev são as mais indicadas pelas corretoras para o mês de fevereiro, seguidas pelos papéis da BB Seguridade, Bradesco, Cielo e Valid.

São Paulo – A Telefônica e a Ambev foram as ações boas pagadoras de lucro mais indicadas para fevereiro. Ambas foram incluídas em cinco das dez carteiras de dividendos enviadas por corretoras a EXAME.com.

Os papéis da BB Seguridade, do Bradesco, da Cielo e da Valid ficaram empatados em terceiro lugar, presentes em quatro dos dez portfólios recebidos.

Os dividendos são os lucros repassados pelas empresas aos seus acionistas. As ações que pagam mais dividendos costumam ser líderes de mercado ou operar em setores com demanda estável, como o de energia e o financeiro. Por serem negócios mais estáveis, a exigência de reinvestimento dos lucros na empresa é baixa, o que permite que essas empresas distribuam mais lucros aos investidores.

Essas características também levam esses papéis a não sofrer tantas oscilações na bolsa como os de outras empresas, mais sensíveis a mudanças no cenário econômico. Por essa razão, as ações boas pagadoras de dividendos são chamadas também de ações defensivas.

Veja também as carteiras de ações recomendadas por 18 corretoras para fevereiro.

Justificativas para as indicações

As ações da Telefônica (VIVT4) são indicadas, segundo os analistas da corretora Guide, porque a empresa de telefonia tem apresentado bons resultados mesmo em um cenário econômico adverso. Além disso, a empresa pode apresentar um alto retorno via dividendos no ano, de 7,10%.

Os analistas da Ativa afirmam que a Ambev (ABEV3) é recomendada por apresentar sólido histórico de geração de caixa e bons retornos por meio do pagamento de dividendos. 

De acordo com a corretora do Citi, as ações da BB Seguridade (BBSE3) se destacam pela expectativa de manutenção dos juros básicos em patamares elevados por um período mais longo, o que deve impulsionar o resultado financeiro da seguradora. 

Entre os motivos que levam os analistas da Planner a recomendar os papéis do Bradesco (BBDC4) estão: o seu índice de eficiência, que finalizou 2015 no menor patamar histórico do banco; o bom resultado do banco no segmento de seguros, previdência e capitalização; e o crescimento das receitas de serviços.

Na justificativa de recomendação das ações da Cielo (CIEL3), os analistas do Citi citam que a empresa é a melhor posicionada para capturar os ganhos do setor de meios de pagamento, impulsionado pelo aumento do uso de cartões, já que a Cielo possui uma participação de mercado superior a 50%.

A Valid (VLID3) é recomendada pelos analistas da corretora Ativa por ser uma empresa com crescente participação nos Estados Unidos, uma economia que tem se recuperado, e por estar presente em setores mais resilientes no Brasil, como o de certificação digital. 

Cenário negativo

No mês de janeiro, o Idiv (Índice Dividendos), que mede o comportamento das ações boas pagadoras de lucro, caiu 9,5%. Já o Ibovespa, principal índice de referência da bolsa brasileira, fechou o mês com baixa de 6,79%.

Em linha com o Ibovespa e o Idiv, nenhuma das carteiras de dividendos apresentou performance positiva em janeiro. O melhor resultado foi apresentado pela carteira da Planner, que caiu 0,64% no mês. Já a carteira da Quantitas registrou o pior desempenho: baixa de 3,68%. 

Em janeiro, o Comitê de Política Monetária (Copom) decidiu manter os juros em 14,25% ao ano, contrariando as expectativas de alta da taxa projetadas por analistas. Como consequência, houve um aumento da desconfiança de investidores com relação às empresas brasileiras e um incremento do risco país. Essa reação foi a causa da elevação do dólar ao maior nível desde o início do plano real no mês, na opinião dos analistas da Planner.

Confira a seguir as carteiras recomendadas de dividendos para fevereiro. 

Ativa

Desempenho em janeiro: -2,12%.  

Ações incluídas: SulAmérica e Metal Leve. Ação retirada: BB Seguridade.

Ação Preço-alvo Yield estimado para 2016 Peso
Ambev (ABEV3) ND ND 20%
Cielo (CIEL3) ND ND 20%
Metal Leve (LEVE3) ND ND 20%
SulAmérica (SULA11) ND ND 20%
Valid (VLID3) ND ND 20%

Citi

Desempenho em janeiro: -0,75%.  

Não houve alterações na carteira para fevereiro.

Ação Preço-alvo Yield Estimado para 2016 Peso
Ambev (ABEV3) R$ 23,00 5,60% 20%
BB Seguridade (BBSE3) R$ 32,80 2,90% 20%
Cetip (CTIP3) R$ 40,00 5,60% 20%
Cielo (CIEL3) R$ 43,00 3,30% 20%
Valid (VLID3) R$ 46,70 1,30% 20%

Coinvalores

Desempenho em janeiro: -2,13%. 

Ações incluídas: AES Tietê e BM&FBovespa. Ações retiradas: Cetip e CPFL.

Ação Preço-alvo Yield estimado para 2016 Peso
AES Tietê (TIET11) ND ND 20%
Ambev (ABEV3) ND ND 20%
BM&FBovespa (BVMF3) ND ND 20%
Bradesco (BBDC4) ND ND 20%
Smiles (SMLE3) ND ND 20%
 

Guide 

Desempenho em janeiro: -2,97%. 

Ação incluída: AES Tietê. Ação retirada: Multiplus. 

Ação Preço-alvo Yield Estimado para 2016 Peso
AES Tietê (TIET11) ND 9,80% 20%
Alupar (ALUP11) ND Superior a 10% 20%
Ambev (ABEV3) ND 5,40% 20%
Taesa (TAEE11) ND 10% 20%
Telefônica Brasil (VIVT4) ND 7,10% 20%

Magliano 

Desempenho em janeiro: -2,20%. 

Não houve alterações na carteira para fevereiro.

Ação Preço-alvo Yield Estimado para 2016 Peso
Comgás (CGAS5) ND 8,35% 33,33%
Eletropaulo (ELPL4) ND 2,77% 33,33%
Telefônica Brasil (VIVT4) ND 3,36% 33,33%

Planner

Desempenho em janeiro: -0,64%. 

Ação incluída: Multiplus. Ação retirada: Ambev.

Ação Preço-alvo Yield estimado para 2016 Peso
Bradesco (BBDC4) R$ 29,00 6,8% 20%
Multiplus (MPLU3) R$ 38,00 9,1% 20%
Natura (NATU3) R$ 26,00 5,8% 20%
Totvs (TOTS3) R$ 35,00 3,1% 20%
Ultrapar (UGPA3) R$ 74,00 2,4% 20%

Quantitas 

Desempenho em janeiro: -3,68%. 

Não houve alterações na carteira para fevereiro.

Ação Preço-alvo Yield estimado para 2015 Peso
BB Seguridade (BBSE3) ND ND 12,50%
Bradesco (BBDC4) ND ND 12,50%
Cielo (CIEL3) ND ND 12,50%
Grendene (GRND3) ND ND 12,50%
Itaúsa (ITSA4) ND ND 12,50%
Telefônica Vivo (VIVT4) ND ND 12,50%
Ultrapar (UGPA3) ND ND 12,50%
Valid (VLID3) ND ND 12,50%

Rico

Desempenho em janeiro: -2,95%.

Ações incluídas: BB Seguridade e Telefônica Vivo. Ações retiradas: AES Tietê e Banco do Brasil.

Ação Preço-alvo Yield Estimado para 2015 Pesos
BB Seguridade (BBSE3) ND ND 12,50%
Cetip (CTIP3) ND ND 12,50%
Equatorial (EQTL3) ND ND 12,50%
Grendene (GRND3) ND ND 12,50%
Metal Leve (LEVE3) ND ND 12,50%
Natura (NATU3) ND ND 12,50%
Telefônica Vivo (VIVT4) ND ND 12,50%
Transmissão Paulista (TRPL4) ND ND 12,50%

Santander 

Desempenho em janeiro: -1,53%. 

Ação retirada: Telefônica Vivo. Ação incluída: Nenhuma.

Ação Preço-alvo* Yield Estimado para 2016 Peso
Alupar (ALUP11) Em revisão 11,90% 13%
BB Seguridade (BBSE3) R$ 40,00 7,70% 16%
Cemig (CMIG4) R$ 11,54 7,77% 10%
Cielo (CIEL3) R$ 47,00 1,91% 15%
Itaú (ITUB4) R$ 34,00 5,30% 18%
Porto Seguro (PSSA3) R$ 39,00 6,50% 12%
Taesa (TAEE11) Em revisão 12,37% 16%

Um Investimentos

Desempenho em janeiro: -1.73%. 

Não houve alterações na carteira para fevereiro.

Ação Preço-alvo Yield Estimado Peso
Ambev (ABEV3) ND ND 10%
Bradesco (BBDC4) ND ND 10%
Cetip (CTIP3) ND ND 10%
Grendene (GRND3) ND ND 10%
Par Corretora (PARC3) ND ND 8%
Ultrapar (UGPA3) ND ND 10%
Taesa (TAEE11) ND ND 10%
Tupy (TUPY3) ND ND 8%
Telefônica Vivo (VIVT4) ND ND 12%
Valid (VLID3) ND ND 12%

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s