Como investir no Tesouro Direto garantindo um bom rendimento

Veja como iniciar o investimento no Tesouro Direto e qual título escolher para obter bons rendimentos

Dúvida do internauta: O que devo fazer para investir no Tesouro Direto e receber um bom lucro? Conversei com minha gerente, mas ela não soube me explicar.

Resposta de Samy Dana e Alex del Giglio*:

Investir suas economias em títulos públicos federais, por meio do Tesouro Direto (plataforma online de negociação dos títulos públicos), é uma excelente alternativa para obtenção de um bom retorno.

O primeiro passo é escolher uma instituição financeira, que pode ser um banco ou uma corretora, para intermediação das operações. Existem diversas instituições financeiras habilitadas a operar com títulos públicos federais.

As taxas de administração cobradas por elas variam muito, de 0% a 2%. Portanto, vale a pena pesquisar e verificar as taxas mais razoáveis entre as instituições habilitadas para que as taxas não reduzam seus rendimentos. No site do Tesouro Direto é possível pesquisar as taxas cobradas por instituição.

Em seguida, entre em contato com a instituição financeira escolhida, solicite seu cadastro e abra a conta em seu nome para operar no Tesouro Direto.

Com a conta aberta, você receberá uma senha provisória da Bm&FBovespa para realizar o primeiro acesso à área restrita do Tesouro Direto, na qual são realizadas as operações de compra e venda, assim como as consultas a saldos e extratos. Troque a senha provisória por uma nova. Pronto! Você já será investidor habilitado e poderá começar a investir.

O título público federal que sugerimos para você iniciar seus investimentos no Tesouro Direto é o Tesouro Selic, uma vez que os principais fundamentos da economia brasileira são adversos e não há perspectiva de melhora no curto prazo.

Esse título possui rentabilidade diária vinculada à taxa Selic, sendo indicado nos casos em que a expectativa é de que a taxa básica de juros da economia, Selic, suba ou permaneça num patamar elevado.

O Tesouro Selic também é indicado em momentos de maior instabilidade da economia porque, diferentemente das outras opções de títulos, ele não apresenta riscos de grandes perdas caso seja vendido antes do vencimento (entenda por que o Tesouro Selic é menos arriscado)

Com esse investimento você terá, hoje, uma rentabilidade bruta de aproximadamente 1,10% ao mês.

Bons Investimentos!

(*) Samy Dana é Ph.D. em Business, professor da FGV e coordenador do Núcleo de Cultura e Criatividade GV Cult. É consultor de empresas nacionais e internacionais dos setores real e financeiro e de órgãos governamentais, além de autor de livros de finanças pessoais. Alex Del Giglio é economista pela Univerisidade de São Paulo (USP), com extensão em finanças pela ESC Bordeaux e mestrado em Administração pela FGV. Responsável pela área educacional da Prime Finance Investimentos AAI Ltda., com sede em Manaus.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s