Consumidor pode pesquisar situação de plano de saúde em site

Na ferramenta, o consumidor pode pesquisar se o plano contratado está em situação regular e o que foi contratado está registrado na agência

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) disponibilizou hoje (6) no site na internet uma nova ferramenta de pesquisa sobre planos de saúde comercializados no país.

Na ferramenta, o consumidor pode pesquisar se o plano contratado está em situação regular e o que foi contratado está registrado na agência.  

“O consumidor consegue fazer uma pesquisa por operadora ou pesquisa direta pelo tipo de plano”, disse a diretora adjunta de Normas e Habilitação dos Produtos da ANS, Flávia Tanaka, à Agência Brasil.

Segundo Flávia Tanaka, pela busca o cliente poderá saber se um plano ainda está sendo vendido no mercado. A diretora adjunta da ANS explica que um plano que tenha a venda suspensa, mas continua ativo, ou seja funcionando.

Na consulta por plano, o beneficiário pode verificar se a suspensão foi determinada pela agência ou se ocorreu a pedido da operadora. A partir daí, pode entrar em contato com a ANS para verificar os motivos da suspensão, como descumprimento de regras.

“Essa é mais uma ferramenta de transparência”, disse Flávia Tanaka.

O usuário pode fazer a pesquisa pelo número de registro da operadora na ANS, a razão social, o Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ) ou mesmo o nome fantasia da operadora.

Ao digitar qualquer uma dessas opções, acessa todos os planos ofertados pelsa empresa. “Você pode filtrar por tipo de contratação, tipo de cobertura, abrangência, e consegue chegar na consulta específica que busca”, disse a diretora. É possível saber também os estados e cidades em que o plano tem cobertura.

Outro ferramenta, lançada na última segunda-feira (2) pela ANS, o consumidor tem acesso aos indicadores de desempenho das operadoras.

De acordo com dados de março de 2015, existem no Brasil 1.320 operadoras registradas no país. Atualmente, 48,8 milhões de brasileiros têm planos de assistência médica e 21,6 milhões, planos exclusivamente odontológicos.

Segundo a diretora Flávia Tanaka, nos últimos meses, houve redução no número de pessoas com planos de saúde, queda relacionada à crise econômica. Conforme a ANS, de março de 2015 a março deste ano, cerca de 1,3 milhão de clientes deixaram os planos.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s