Já sabe o que fazer com a restituição do IR? Veja dicas

Órama Investimentos indicou dez aplicações que podem ajudar o investidor a reforçar o hábito de poupar

No próximo dia 15, a Receita Federal pagará o segundo lote de restituições do Imposto de Renda Pessoa Física de 2016, cifra de aproximadamente R$ 2,5 bilhões e que deverá beneficiar 1.490.266 contribuintes.

Diante dessa oportunidade de entrada de novos recursos para tanta gente, a Órama Investimentos indicou dez aplicações que podem ajudar o investidor a reforçar o hábito de poupar.

Além disso, mostra opções mais rentáveis que a caderneta de poupança, que tem apresentado rendimentos bem inferiores aos de papéis do Tesouro ou de bancos.

A Órama fez uma lista dos fundos que têm esse perfil em sua plataforma de investimento, mas nada impede o investidor de comparar com as opções que tem em seu banco ou corretora.

Há também os papéis corrigidos pela inflação, as NTN-B (Tesouro IPCA) no caso dos papéis públicos e CDB, Letras de Crédito Imobiliário (LCI) ou do Agronegócio (LCA) ou Letras de Câmbio (LC).

A consultora de investimentos da plataforma, Sandra Blanco, explica que, com R$ 10 mil na poupança por dois anos, por exemplo, o investidor teria o equivalente a R$ 11.559,13, ou seja, 15,59% de rendimento líquido.

“Considerando um investimento nesse mesmo valor e com o mesmo prazo de resgate em um título IPCA + 7%, o retorno seria de 34,84% de rendimento líquido, R$ 13.484,68”, compara.

No entanto, ela lembra ainda que antes de começar a investir é preciso ter as contas sob controle. “Não adianta ter dinheiro rendendo a 1% ao mês se suas dívidas crescem 10% ou mais mensalmente”, alerta.

Por isso, ela aconselha: “se você está rolando o saldo devedor do cartão de crédito ou no cheque especial, aproveite a restituição para quitar essa dívida”, recomenda. 

Outra recomendação é pensar no futuro e separar o dinheiro de acordo com as necessidades de curto, médio e longo prazo, antes de começar a pensar em aplicar. Quem aplica dinheiro de curto prazo em uma aplicação longa acaba resgatando antes e pode perder dinheiro.

Confira abaixo dez aplicações de curto, médio e longo prazos:

Além da poupança

As reservas de emergência ou o dinheiro a ser utilizado em breve devem ser aplicados em fundos ou títulos com boa liquidez, indica Sandra.

”O retorno líquido esperado dos produtos atrelados à Selic ou ao CDI (Certificado de Depósito Interbancário), como títulos públicos, privados e fundos de renda fixa de baixo risco renderão entre 12% e 14%, ao passo que a caderneta vai render em torno de 8% no mesmo período.”

Os fundos com esse perfil na Órama são:

Investimento Retorno Esperado Resgate
Órama DI Tesouro 95%-97% do CDI D+0
JP Morgan Income Class 100%-102% do CDI D+1
Sparta Top 110% do CDI D+30
Títulos (LCI, LCA, CDB, LC) 100%-105% do CDI Até D+360

Sonhos de médio prazo

Quando a meta é conquistar desejos de médio prazo, a inflação é uma variável importante, lembra a consultora.

“Quando a inflação está elevada, você não consegue manter o poder aquisitivo, ou seja, o bem ou o serviço que você compra hoje não estará acessível ao seu bolso no futuro, a ponto de você ter que abrir mão dele ou ter que substituí-lo por um de qualidade inferior”, diz.

Nesse sentido, ela indica títulos indexados à variação do IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo), considerado o índice oficial de inflação, mais juros prefixados, públicos ou privados e fundos renda fixa índice.

Investimento Retorno Esperado Resgate
Órama Inflação Superar IPCA D+1
Títulos (LCI, LCA, CDB, LC) IPCA + 6,70% ou IPCA + 7,10% ao ano De 1 a 3 anos

Para um período mais longo

Se o investidor tem objetivo para alcançar daqui a cinco anos ou mais, como a educação dos filhos ou a aposentadoria, Sandra afirma que ele deve pensar em diversificação.

Neste caso, chamam a atenção da especialista, além dos papéis corrigidos pela inflação, os títulos prefixados e fundos multimercado, principalmente os que investem nos mercados de ações e no exterior.

Investimento Retorno Esperado Resgate
Opportunity Total Superar CDI no médio prazo D+5
BTG Pactual Hedge Plus Retorno absoluto no médio prazo Alta (D+30)
Garde D´Artagnan CDI + 5%-7,5% ao ano Alta (D+30)
Títulos (LCI, LCA, CDB, LC) 14% a 15% ao ano pré De 3 a 5 anos

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s