Quer listar os bairros mais caros de SP? Conte suas árvores

Pesquisa revela que os bairros mais caros de São Paulo também estão entre os mais arborizados da cidade

São Paulo – A procura por bairros mais arborizados costuma ser levada em consideração na busca de um novo imóvel – que o digam as campanhas de marketing das construtoras. Uma pesquisa realizada pelo portal imobiliário Properati.com.br confirma essa preferência ao mostrar que as regiões mais valorizadas da cidade de São Paulo também estão entre as mais arborizadas do município.

Dentre os dez distritos mais arborizados de São Paulo, oito deles também estão na lista dos distritos com metro quadrado mais caro da cidade (em ordem decrescente de valor): Alto de Pinheiros, Pinheiros, Jardim Paulista, Campo Belo, Itaim Bibi, Moema, Vila Mariana e Consolação.

Essa conclusão foi verificada a partir do cruzamento de dados fornecidos pela Secretaria Municipal de Coordenação das Subprefeituras (SMSP), que mostram a densidade vegetal (número de árvores por quilômetros quadrados) dos distritos paulistanos, e dados da equipe de inteligência da Properati, que revelam as regiões com preços médios de imóveis mais caras.

De acordo com a SMSP, a cidade de São Paulo possui pouco mais de 640 mil árvores espalhadas pelos seus 96 distritos, o que equivale a uma média de 425,5 árvores por quilômetro quadrado. 

A região de Alto de Pinheiros, que abriga bairros de classe média alta como Vila Beatriz, possui a maior densidade de árvores da cidade, com 13,5 mil árvores distribuídas em 7,7 quilômetros quadrados (1,75 mil árvores por quilômetro quadrado).

O distrito é o sexto mais caro da cidade, com preço médio de metro quadrado de 11.250 reais. Pela base do Properati, 46,38% dos imóveis disponíveis na região de Alto de Pinheiros são casas e 53,62% são apartamentos.

Já o distrito de Moema, que é o mais valorizado de São Paulo, segundo o Properati, tem valor médio de metro quadrado de 12.782 reais e está em oitavo lugar na lista dos mais arborizados, com 1,26 mil árvores por quilômetros quadrados. A maior parte dos imóveis disponíveis para venda é de casas (53,87% do total).

Confira na tabela a seguir a lista dos dez distritos mais caros de São Paulo e suas respectivas posições no ranking de densidade vegetal. 

Distrito (região administrativa) Quantidade de árvores Densidade vegetativa Posição no ranking de diversisdade vegetativa Preço médio do metro quadrado Posição no ranking de preço médio do metro quadrado
Moema 11343 1260.3 7º lugar R$ 12.782,00 1º lugar
Pinheiros 13000 1625.0 2º lugar R$ 12.285,00 2º lugar
Itaim Bibi 13750 1388.9 5º lugar R$ 11.797,00 3º lugar
Jardim Paulista 9665 1584.4 3º lugar R$ 11.490,00 4º lugar
Alto de Pinheiros 13468 1749.1 1º lugar R$ 11.250,00 5º lugar
Campo Belo 13201 1500.1 4º lugar R$ 9.932,00 6 º lugar
Consolação 4415 1193.2 10º lugar R$ 9.931,00 7º lugar
Vila Mariana 10376 1206.5 9º lugar R$ 9.890,00 8º lugar
Perdizes 6891 1129.7 12º lugar R$ 9.755,00 9º lugar
Barra Funda 2525 450.9 69º lugar R$ 9.515,00 10º lugar

Fonte: Properati.com.br

Distritos mais baratos

Ainda que exista uma relação entre as regiões mais caras e as mais arborizadas da cidade, o levantamento do Properati mostra que os distritos com preços médios de imóveis mais baratos não necessariamente são os menos arborizados da cidade.

Dentre os dez distritos menos valorizados da cidade, apenas Cidade Tiradentes está também na lista dos dez distritos com menor densidade de árvores – o preço médio do metro quadrado é de  2.720 reais e o distrito tem apenas 234 árvores por quilômetro quadrado. 

Confira agora a lista dos dez distritos mais baratos de São Paulo e suas respectivas posições no ranking de densidade vegetal.

Distrito (região administrativa) Quantidade de árvores Densidade vegetativa Posição no ranking de diversisdade vegetativa Preço médio do metro quadrado Posição no ranking de preço médio do metro quadrado
Sapopemba 8256 611.6 53º lugar R$ 4.547,00 86º lugar
Lajeado 4489 487.9 66º lugar R$ 4.528,00 87º lugar
São Miguel 3704 407.0 75º lugar R$ 4.490,00 88º lugar
Itaim Paulista 5551 462.6 68º lugar R$ 4.302,00 89º lugar
Jaguara 1393 302.8 84º lugar R$ 4.300,00 90º lugar
São Rafael 6443 495.6 65º lugar R$ 3.852,00 91º lugar
José Bonifácio 3535 250.7 86º lugar R$ 3.850,00 92º lugar
Jardim Helena 4699 626.5 50º lugar R$ 3.030,00 93º lugar
Guaianases 3383 393.4 77º lugar R$ 2.906,00 94º lugar
Cidade Tiradentes 3520 234.7 88º lugar R$ 2.720,00 95º lugar

Fonte: Properati.com.br

Metodologia

De acordo com a equipe de inteligência do Properati, a Secretaria Municipal de Coordenação das Subprefeituras de São Paulo (SMSP) divulga os dados sobre a densidade vegetal da cidade por distritos, seguindo a divisão administrativa do município, por isso o ranking foi feito por distritos e por não bairros.

Eles esclarecem que os distritos são zonas mais abrangentes que os bairros, mas normalmente seus nomes coincidem com os dos bairros que eles abrigam. Assim sendo, o distrito de Alto de Pinheiros, por exemplo, leva o nome do bairro homônimo Alto de Pinheiros, mas abriga também outros bairros, como Vila Beatriz e Boaçava. 

Confira aqui o resultado completo do levantamento do Properati.com.br.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s