Receita abre consulta ao 1º lote de restituição do IR 2016

Consulta ao 1º lote de restituição do Imposto de Renda 2016 é liberada hoje, mas valores serão creditados apenas no dia 15 de junho

São Paulo – A partir das 9h desta quarta-feira (08), a Receita Federal abre a consulta ao primeiro lote de restituição do Imposto de Renda 2016. O lote também inclui restituições referentes às declarações dos anos de 2008 a 2015 que estavam na malha fina.

O depósito das restituições, para quem tiver Imposto de Renda a receber, será realizado no dia 15 de junho, próxima quarta-feira.

No total, 1.612.930 contribuintes receberão restituições neste lote. Veja, na tabela a seguir, os valores liberados e a correção aplicada em cada ano:

Ano do exercício Número de contribuintes Valor (R$) Correção pela Selic
2016 1.598.549 2.599.130.741,94 2,11% (maio de 2016 a junho de 2016)
2015 5.722 22.822.101,67 15,18% (maio de 2015 a junho de 2016)
2014 3.990 12.940.292,36 26,10% (maio de 2014 a junho de 2016)
2013 2.457 7.606.521,32 35,00% (maio de 2013 a junho de 2016)
2012 1.551 5.570.526,85 42,25% (maio de 2012 a junho de 2016)
2011 515 1.159.008,07 53,00% (maio de 2011 a junho de 2016)
2010 71 322.931,37 63,15% (maio de 2010 a junho de 2016)
2009 41 253.312,54 71,61% (maio de 2009 a junho de 2016)
2008 34 194.563,88 83,68% (maio de 2008 a junho de 2016)

Fonte: Receita Federal

Como consultar os créditos

Para saber se a sua declaração foi liberada, basta acessar a página da Receita na Internet e informar o CPF e o ano da declaração que você deseja consultar. A página que se abrirá em seguida informará se a sua restituição será liberada neste lote, ou se a declaração ainda está na base de dados da Receita Federal, o que significa que a sua restituição deve ficar para os próximos lotes.

O contribuinte também pode checar se está enquadrado neste lote ligando para o Receitafone, pelo número 146, ou ao acessar o aplicativo da Receita para tablets e smartphones. O app está disponível para download em aparelhos com sistema iOs e Android

A restituição ficará disponível no banco durante um ano. Se o contribuinte não fizer o resgate nesse prazo, deverá requerê-la por meio da internet, por meio Formulário Eletrônico – Pedido de Pagamento de Restituição, ou diretamente no portal e-CAC, no serviço Extrato do Processamento da DIRPF.

Caso o valor não seja creditado em sua conta corrente, o contribuinte poderá ir a qualquer agência do Banco do Brasil ou ligar para a Central de Atendimento, por meio do telefone 4004-0001 (capitais) e 0800-729-0001 (demais localidades) para agendar o crédito em conta corrente ou poupança, em seu nome, em qualquer banco.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s