26% das crianças souberam verdade sobre Papai Noel pela web

A pesquisa foi feita em treze países, com 14.089 famílias com filhos nascidos entre 1997, ano em que o Google foi lançado, e 2013

São Paulo – Antes, as crianças descobriam que o Papai Noel não era real em conversas com os amigos ou ao achar os presentes ainda não embalados em algum canto da casa.

Com mais acesso ao computador, pesquisa da empresa de segurança digital AVG Technologies aponta que 26% das crianças fizeram a descoberta pela internet.

A pesquisa foi feita em treze países, com 14.089 famílias com filhos nascidos entre 1997, ano em que o Google foi lançado, e 2013.

O levantamento também apontou que a idade em que deixam de acreditar caiu de uma média de 8 anos e 7 meses, na geração dos pais, para 6 anos e 11 meses na atual geração.

A pesquisa também foi feita no Brasil com 2.010 famílias entrevistadas. Entre os pais brasileiros, 52% disseram considerar a internet como o “maior vilão” na descoberta precoce sobre o Natal e 96% disseram acreditar que a internet “torna mais fácil” a descoberta. As entrevistas foram feitas em novembro.

Já entre as crianças brasileiras, 41% delas respondeu que tiveram suas primeiras suspeitas a respeito do Papai Noel depois de visualizar anúncios online dos presentes que haviam pedido em suas cartinhas.

25% das crianças ainda disseram que viram os pais fazendo as compras de presente online e 21% disseram ter visto piadinhas na internet sobre o Papai Noel.

Para estimular a crença das crianças, a empresa lançou um software gratuito que os pais podem instalar no computador e assim “esconder” conteúdos online capazes de levar as crianças a descobrir prematuramente a verdade sobre o Papai Noel.

O “conteúdo revelador” é substituído por uma imagem do Papai Noel em uma oficina de brinquedos.

“A internet não é apenas a principal fonte do fim da inocência das crianças, mas também está fazendo com que descubram a verdade sobre o Papai Noel muito antes daquelas nascidas antes da era digital. Com essa campanha, queremos oferecer aos pais a opção de uma ferramenta para ajudar a manter vivo o mistério do Papai Noel por mais alguns anos”, disse Cian Mckenna-Charley, diretor de marketing da HMA!, empresa do grupo AVG, que desenvolveu o software.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s