Ciberataques em indústrias críticas disparam nos EUA

Esta categoria inclui fabricantes de veículos e outros tipos de equipamentos de transporte

Reuters) – As investigações do Departamento de Segurança Nacional dos Estados Unidos (DHS, na sigla em inglês) sobre ciberataques no setor nacional crítico de indústrias quase dobraram no ano encerrado em 30 de setembro, de acordo com a agência.

A equipe de respostas a ciberemergências em controles de sistemas industriais do Departamento de Segurança Nacional dos EUA (ICS-CERT, sigla em inglês), disse em um relatório distribuído esta semana que investigou 97 incidentes em indústrias críticas durante o mais recente ano fiscal.

Esta categoria inclui fabricantes de veículos e outros tipos de equipamentos de transporte, assim como metais, maquinário e produtores de equipamento elétrico.

A ICS-CERT disse que, em conjunto, respondeu a um total de 295 ciberincidentes, uma alta de 20 por cento ante o ano fiscal anterior.

Após o setor de indústrias críticas, os mais ativos foram energia, com 46 incidentes, água, com 25, e sistemas de transporte, com 23, de acordo com o relatório.

O documento não disse se os incidentes causaram interrupções ou nomeia quem estava por trás deles. Um porta-voz do DHS se recusou a falar.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s