Desafio na internet rende descoberta sobre doença de Hawking

Novo gene ajuda a entender melhor a doença chamada ELA e abre caminho para novo tratamento

São Paulo – Lembra do desafio do balde de gelo? Essa brincadeira de 2014 nas redes sociais surgiu para estimular doações para instituições de caridade ligadas a doenças do neurônio motor. 

Os 115 milhões de dólares arrecadados em um período de 30 dias foram usados em seis projetos científicos e renderam uma descoberta importante: um gene que contribui para o tratamento da esclerose lateral amiotrófica (ELA), a doença com a qual o físico e cosmólogo Stephen Hawking luta há mais de 50 anos.

O gene é chamado NEK1 e abre caminho para o desenvolvimento de novos tratamentos para a ELA, como uma terapia genética.

Ele foi encontrado pelos pesquisadores do projeto denominado MinE. A iniciativa é mantida pela ALS Association com os fundos da campanha do balde de gelo, bem como com dinheiro vindo de doações de organizações de Nova York e da Georgia. A pesquisa que trata da descoberta foi publicada na revista Nature Genetics.

Brian Frederick, vice-presidente executivo de comunicações e desenvolvimento na ALS Association destaca que a descoberta é empolgante porque mostra aos contribuintes da campanha o resultado das suas doações.

“O trabalho que o Project MinE realiza é muito importante e a descoberta desse novo gene vai ajudar a entender melhor a ELA”, declarou Frederick, segundo o The Guardian.

Celebridades como Charlie Sheen, Mark Zuckerberg, Robert Downey Jr e Tom Cruise participaram do desafio do balde de gelo em busca de doações para o financiamento de pesquisas sobre doenças como a de Hawking.

Os vídeos foram visualizados mais de 440 milhões de vezes na internet e mais de 17 milhões de pessoas participaram do desafio, segundo a BBC. Um dos participantes mais criativos foi Bill Gates, cofundador da Microsoft, que criou uma engenhosa estrutura para virar o balde em sua cabeça. E até mesmo o político Paulo Maluf, de certa maneira, participou da campanha.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s