Estudo sugere que mulheres são sempre bissexuais ou gays

Os pesquisadores mostraram vídeos de pessoas nuas de ambos os sexos para mais de 200 mulheres e registraram suas reações

São Paulo – Um estudo da Universidade de Essex, no Reino Unido, sugere que as mulheres são bissexuais ou homossexuais – nunca heterossexuais. A pesquisa foi publicada no site do Centro Nacional de Informação Biotecnológica dos Estados Unidos.

Os cientistas mostraram uma série de vídeos de homens e mulheres nus para 235 mulheres. O resultado foi baseado em indicadores, como a dilatação de pupilas, em resposta a estímulos sexuais.

De acordo com a pesquisa, 82% das mulheres ficaram excitadas com as imagens de ambos os sexos. Das mulheres que se identificaram como heterossexuais, 74% sentiram forte atração sexual por pessoas do mesmo sexo e do oposto.

Já as lésbicas se sentiram mais excitadas com os vídeos de mulheres nuas do que os de homens nus. Isso significa que as mulheres homossexuais, assim como os homens, tendem a ser mais fiéis às suas preferências sexuais.

A partir desse resultado, os pesquisadores decidiram testar a hipótese de que esse comportamento das lésbicas, tipicamente masculino, se relaciona com outra teoria popular — que sugere que elas possuem, em média, mais características não-sexuais masculinas do que as mulheres heterossexuais.

“As lésbicas que apresentam esses comportamentos masculinos, em particular, poderiam mostrar respostas sexuais mais típicas dos homens”, relata a pesquisa.

A primeira parte desse estudo analisou ambos os padrões a partir da excitação genital das mulheres e os auto-relatos de seus comportamentos masculinos e femininos. A segunda fase examinou as mesmas amostras a partir da dilatação da pupila aos estímulos sexuais.

Ambas as pesquisas confirmam que as lésbicas, em média, têm características sexuais e não-sexuais típicas dos homens. No entanto, não houve qualquer indicação de que esses dois padrões estão relacionados.

“Assim, as respostas sexuais das mulheres e seus traços não-sexuais podem ser masculinizados por fatores independentes”, afirma o estudo.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s