Google tenta evitar vinculação do Bataclan ao EI nos mapas

Quando um internauta escreve a palavra Daesh (acrônimo em árabe do EI) no aplicativo, este aponta a casa de espetáculos parisiense no mapa

A empresa americana Google tentava nesta segunda-feira mudar o fato de o Google Maps vincular a casa de espetáculos Bataclan, principal alvo dos atentados de sexta-feira em Paris , ao grupo jihadista Estado Islâmico (EI).

“Nos informaram sobre este problema no Google Maps e nossos engenheiros estão trabalhando nisto”, declarou à AFP um porta-voz do Google.

Quando um internauta escreve a palavra Daesh (acrônimo em árabe do EI) no aplicativo, este aponta a casa de espetáculos parisiense no mapa.

Os algoritmos do serviço se baseiam nas buscas realizadas no Google ou nas mensagens online para estabelecer links entre os locais e os temas mais consultados.

Pelo menos 89 das 129 vítimas fatais dos atentados de sexta-feira morreram no Bataclan.

Em maio, a empresa registrou problemas similares e explicou que modificaria “chaves algorítmicas para evitar” a repetição dos incidentes.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s