Ig Nobel premia pesquisa sobre tempo de urina dos mamíferos

Um mamífero, não importa de qual espécie, incluindo a humana , demora 21 segundos para urinar, diz o estudo

Quanto tempo os mamíferos demoram para urinar? Como transformar uma galinha em um dinossauro? É possível descozinhar um ovo? Pode parecer incrível, mas os cientistas fizeram pesquisas sobre estes temas e seus trabalhos foram agraciados com o “Ig Nobel”, a paródia do Nobel concedido por Harvard.

Um mamífero, não importa de qual espécie – incluindo a humana -, demora 21 segundos para urinar. Um sultão marroquino teve 888 filhos em 30 anos. E quando se prega uma vareta no traseiro de uma galinha, ela caminha na forma com a qual se acredita que os dinossauros andavam.

Tudo isso foi seriamente estudado por cientistas que receberam os humorísticos prêmios Ig Nobel, mais conhecidos como os “anti-Nobel” da Universidade de Harvard, em Massachusetts (nordeste dos Estados Unidos).

Os Ig Nobel são entregues anualmente aos cientistas cujas conquistas “primeiro fazem rir e depois colocam para pensar”, segundo o slogan da cerimônia, realizada na noite de quinta-feira no teatro Sanders da universidade.

Por exemplo, o prêmio de física foi para três cientistas da Georgia Tech University que descobriram que todos os mamíferos demoram exatamente o mesmo tempo para esvaziar suas bexigas. O prêmio em si foi uma nota do Zimbábue que vale apenas alguns centavos.

O ganhador recebeu seu troféu das mãos de um verdadeiro ganhador de um Nobel, o americano Eric Maskin, que levou em 2007 o cobiçado prêmio sueco em Economia.

Em matemática, o comitê do Ig Nobel elegeu dois austríacos que usaram análises estatísticas para definir se, como afirma a lenda, Mulay Ismaíl, sultão do Marrocos, realmente pode ter tido 888 filhos entre 1697 e 1727.

Com suas quatro esposas e um harém de outras 500 mulheres, os cientistas concluíram que sim, é possível.

Na categoria de química, o prêmio foi para uma equipe de cientistas australianos e americanos que “inventaram uma receita química que consegue descozinhar parcialmente um ovo” e devolvê-lo a sua composição original, afirma um comunicado no site da organização.

Na categoria de literatura triunfou uma equipe internacional que descobriu que a palavra “Huh?”, ou seu equivalente em outras grafias, existe em todas as linguagens humanas, embora não se saiba bem a razão.

Os mais sacrificados foram, provavelmente, os vencedores dos prêmios de fisiologia e entomologia.

O americano Justin Schmidt venceu nesta categoria por criar o Índice Schmidt de Dor por Picada, que cataloga o nível de dor que as pessoas sentem após as picadas de diferentes insetos, e para cujo estudo ele mesmo se ofereceu como cobaia para ser picado.

Em uma pesquisa parecida, seu colega Michael Smith foi picado por abelhas em 25 lugares diferentes para descobrir qual é a área do corpo onde a picada dói mais. Para quem gostaria de saber, o resultado foi: as narinas, o lábio superior e o pênis.

Em outras categorias além da pesquisa, o comitê deu um prêmio econômico à polícia de Bangcoc por oferecer um prêmio aos oficiais que se negam a aceitar subornos.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s