Microsoft Lumia 640

logo-infolab

A antiga Nokia colocou no mercado uma série de smartphones nos últimos anos de sua existência. Sob o comando da Microsoft, a fabricante está mais comedida em seus lançamentos – e o Lumia 640 é um ótimo exemplo desse planejamento estratégico. Em vez de oferecer uma enxurrada de aparelhos, todos nomeados com alguma sequência de três números, a empresa optou por lançar duas versões do Lumia 640, sendo uma que leva exatamente este nome e outra chamada Lumia 640 XL, cuja extensão faz referência às medidas usadas em roupas. Ou seja, a tela do produto é mais larga. Neste review, trataremos do modelo com display menor, que tem cinco polegadas.

Vídeo

Design

Em poucas palavras, o Lumia 640 é o Moto G da Microsoft: um aparelho bom e barato que roda Windows Phone 8.1. O smartphone, que conta com suporte para dois chips de operadora (um 3G e outro 2G), tem configuração de hardware intermediária e um bom acabamento, apesar de contar com uma capa traseira feita em plástico. O acesso aos slots de chips e de cartão microSD não é dos mais fáceis, já que é difícil tirar a tampa traseira do dispositivo. Isso, por outro lado, oferece a certeza de que você tem um gadget sólido em mãos. Ou seja, mesmo com a mudança da Nokia para a Microsoft, a tradição da robustez foi mantida.

Aliás, o Lumia 640 é um dos primeiros celulares a contar com a marca da Microsoft em sua capa traseira. Não que isso faça alguma diferença no uso diário, mas esse detalhe pode dar a sensação de estar com um aparelho novo por mais tempo, já que não veremos mais nada da Nokia no mercado móvel ao menos até 2016, quando vence a cláusula do contrato de venda para a Microsoft. (Aos saudosos da Nokia, vale lembrar que a empresa chegou a lançar um tablet Android em parceria com a Foxconn, mas não há previsão alguma de lançamento no Brasil)

O formato do Lumia 640 ajuda-o a parecer um pouco menor do que é, assim como acontece com o Moto G de segunda geração. Os cantos arredondados são essenciais para que tenhamos essa sensação. A leveza do produto é quase a mesma dos dois principais concorrentes que rodam sistema Android. Ele pesa 145 gramas, o mesmo que o Zenfone 5 e 4 gramas a menos que o Moto G.

Tela

O display de 5 polegadas do Lumia 640 tem resolução HD (720p), colocando-se cabeça a cabeça com as demais ofertas de smartphones na faixa de preço em que é vendido. Com isso, a experiência de assistir vídeos é boa, algo especialmente importante por conta do receptor de TV digital padrão 1-seg que vem no celular. A tecnologia usada na tela é a retroiluminação LED convencional, outro item comum para o seu valor de mercado. Na prática, a tela não deve ser um definidor de compra.

Configuração

A configuração do Lumia 640 é similar àquela encontrada no Moto G de segunda geração. E esses componentes podem funcionar ainda melhor com o Windows Phone 8.1, que exige menos “poder de fogo” dos aparelhos do que o Android, que tem aplicativos que pedem processamento avançado. Com isso, gargalos de processamento, que geram os travamentos, são consideravelmente raros durante o uso diário desse smartphone da Microsoft. É possível até mesmo rodar jogos como Asphalt e ter uma boa experiência, se você não for daqueles que contam cada perda de framerate.

O Lumia 640 tem processador Qualcomm Snapdragon 400 com CPU Cortex A7 quad-core de 1,2 GHz; GPU Adreno 305; 1 GB de RAM; 8 GB de armazenamento interno; suporte para cartões microSD de até 128 GB; e bateria não removível de 2070 mAh. Esses componentes, combinados ao Windows Phone, deram resultados de benchmarks dentro da média.

AnTuTu (em pontos) Barras maiores indicam melhor desempenho
Lumia 640 11941
GFX Bench DirectX 9.1 (em pontos) Barras maiores indicam melhor desempenho
Lumia 640 229

Bateria

A duração da bateria do Lumia 640 é mediana, assim como a de todos os seus principais concorrentes. No teste do INFOlab, ele aguentou 6h30 de simulação de uso intenso. No dia a dia, isso se reflete em um aparelho que pode te acompanhar da manhã até a noite, se o uso for moderado. Como esse produto tem tela com retroiluminação LED, quanto mais tempo com o display totalmente desligado, maior será a duração da bateria.

Sistema

Em termos de sistema, o Lumia 640 não traz novidades. Ele é um Windows Phone 8.1 com suporte para o pacote Lumia Denim. O OS funciona bem sobre o hardware e oferece acesso aos serviços online da Microsoft, como Skype, Outlook e Office. Uma coisa interessante é que a loja do Windows Phone, apesar de não contar com aplicativos do Google, tem algo que pode ter apelo para os mais nostálgicos: muitos jogos de Super Nintendo estão disponíveis para download gratuito. Eles não são oficiais da Nintendo, mas funcionam como emuladores com roms embutidas. Ou seja, é só baixar e jogar.

Câmera

Outra tradição da Nokia que foi mantida pela Microsoft foi a característica de criar smartphones com câmeras de boa qualidade. O Lumia 640 é o exemplo perfeito disso. Mesmo sendo um aparelho que custa menos de 1 mil reais, ele é capaz de tirar fotos de 8 MP, com flash LED, que têm ótimo nível de detalhe. Os limites dos objetos fotografados são definidos, especialmente se o ISO usado for baixo, uma regulação que ocorre automaticamente (e também manualmente, caso você queira).

Foto por: INFOlab

Foto por: INFOlab

Os vídeos gravados em Full HD com o Lumia 640 têm boa qualidade, especialmente no caso de termos boas condições de iluminação. Um problema é a falta de estabilização de imagem. Com isso, se a ideia for gravar um vídeo durante um show, você vai ter que segurar o smartphone com muita firmeza e, ainda assim, a filmagem não ficar muito estável.

Se as selfies são importantes para você na escolha de um novo celular, o Lumia 640 não é a melhor opção. Nesse caso, a linha Galaxy A, da Samsung, se sai bem melhor por conta de suas câmeras de 5 MP com ângulo de captura de 90º (segundo a fabricante). Outra opção seria o próprio Lumia 640, em sua edição XL. O sensor que registra imagens com 1 MP pode até ser uma boa para videochamadas, mas os autorretratos só ficam com qualidade aceitável se a iluminação do ambiente for muito boa, como em um local externo num dia ensolarado.

Foto por: INFOlab

Vale a pena?

O Lumia 640 é um smartphone bom e barato. Seu apelo principal é a câmera, que oferece a possibilidade de registrar fotografias com qualidade melhor que a dos concorrentes Zenfone 5 e Moto G. Em linhas gerais, ele é um ótimo produto. E ele tem o ônus ou o bônus de vir com o Windows Phone 8.1. Se você você gosta do sistema e procura um celular bom que custe menos de 700 reais, esse aparelho é uma excelente escolha.

Ficha técnica

Sistema Windows Phone 8.1
Chipset Qualcomm Snapdragon 400
CPU (SoC) Quad-core 1.2 GHz Cortex-A7
GPU (SoC) Adreno 305
RAM 1 GB
Armazenamento 8 GB + microSD de até 128 GB
Conexões Wi-Fi N, Bluetooth 4.0, A-GPS, Rádio FM, GLONASS, Beidou
Tela 5” IPS (HD)
Câmeras 8 MP e 1 MP
Bateria 6h30
Peso 145 g

Avaliação técnica

Prós Boa câmera; Configuração intermediária; TV digital; Tela grande
Contras Câmera frontal de baixa resolução
Conclusão Smartphone bom e barato que tira fotos com boa qualidade
Configuração 8,5
Áudio e vídeo 9,0
Conectividade 8,0
Design 8,7
Fotografia 8,0
Média 8.6
Preço R$ 600

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s