Novo app quer ajudar mulheres a denunciar assédios na rua

Aplicativo "Sai Pra lá", desenvolvido por estudante de 17 anos, ajuda as mulheres a registrar, de forma anônima, os assédios sofridos na rua

São Paulo – O assédio sexual é algo que, infelizmente, acompanha as mulheres cotidianamente. Ouvir “cantadas” enquanto caminham pelas ruas é algo comum no dia a dia de uma mulher. Pensando no desconforto que é passar por tais situações, foi criado o aplicativo Sai Pra Lá. 

A página do aplicativo no Facebook ensina a usar o Sai Pra Lá: após realizar o download, a mulher pode escrever o endereço de onde foi assediada, escolher o período do dia, o tipo de assédio (categorizados em “verbal”, “sonoro”, “físico” e “outros”) e o que foi feito (desde buzinas e assovios até toques no corpo da mulher). E o melhor: é tudo feito de maneira anônima, sem obrigação de escrever nome, idade ou email (que é opcional).

“O intuito do aplicativo é mapear o assédio e atuar na prevenção, pressionando os órgãos responsáveis pela nossa segurança e mostrar para as mulheres quais são os locais onde mais ocorrem assédios”, descreve um post da página do Sai Pra Lá.

Segundo Catharina Doria, estudante de São Paulo de 17 anos e a responsável pelo projeto, o aplicativo começou a ser desenvolvido junto com dois amigos há 4 meses, porém só foi disponibilizado nesta terça-feira, 03, para iOS e Android.

Mesmo assim, o app já foi baixado mais de 2.500 vezes por mulheres de várias partes do país, como Manaus, Bahia, Rio Grande do Sul e São Paulo.

“Eu não esperava o boom de mensagens e uma repercussão tão rápida”, conta Catharina, que estava cansada de sofrer assédios e assim surgiu a ideia de criar o app. “Quanto mais assédios denunciarmos, mais voz teremos”, explica a estudante, que desistiu de sua viagem de formatura para utilizar o dinheiro no desenvolvimento do app. 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s