Spotify pode trazer mudanças polêmicas para os usuários free

O serviço já desmentiu uma vez que não vai acabar com o streaming gratuito. Porém, a empresa pode tomar outra medida para aumentar o número de assinantes

São Paulo – O Spotify pode começar a limitar o acesso a determinados conteúdos para os usuários que não pagam assinatura. As informações foram publicadas pelo site especializado Digital Music News.

Hoje, usuários que não pagam pela conta premium têm acesso ao catálogo completo de 30 milhões de músicas do Spotify. A empresa pode mudar isso para convencer que mais pessoas paguem pelo serviço.

De acordo com o Digital Music News, aqueles que utilizam o Spotify sem pagar assinatura podem ser bloqueados de acessar álbuns recém-lançados e de artistas famosos.

Eles também teriam acesso com tempo marcado — ou seja, não poderiam ouvir o tempo que quisessem de cada álbum. As fontes do site afirmam que essa mudança pode ocorrer no Spotify no início de 2016.

“Eles querem que as pessoas que não pagam sintam que estão perdendo alguma coisa, não somente que são forçadas a ouvir anúncios”, disse uma fonte ao Digital Music News.

Além disso, os contratos de licença do Spotify com as três principais gravadoras (Warner Bros., Universal e Sony) estão acabando. Isto significa que, talvez, para continuar a oferecer seu catálogo, o serviço precise aceitar algumas condições na renovação dos contratos.

Apesar de o Spotify não fazer declarações públicas sobre o assunto, parece que a empresa está sendo pressionada pela indústria fonográfica. O site Financial Times relatou que a Apple uniu-se a grandes gravadoras, como a Universal, para pressionar o Spotify a reduzir seu serviço grátis de streaming.

O Spotify tem 75 milhões de usuários, sendo apenas 20 milhões clientes pagantes — pouco mais de 25%. Limitar o uso dos usuários gratuitos ou dar acesso exclusivo para os pagantes pode ser um modo de chamar novos clientes para contas premium.

Há menos de dois meses, o boato de que a empresa estaria planejando acabar com as contas gratuitas foi desmentido pelo próprio Spotify.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s