Transição: o mundo é digital

A partir desta quarta-feira, o sinal analógico de TV deixará de funcionar em São Paulo e em outros 38 municípios. O fato de a televisão digital ter chegado à maior cidade brasileira – são 12 milhões de habitantes – é um marco, mas o país ainda está muito longe de conseguir universalizar a transmissão de alta qualidade. 

Para que uma cidade tenha o sinal analógico desligado, é preciso que 93% dos domicílios estejam habilitados a receber o sinal digital. A primeira cidade brasileira a passar pela transição foi Rio Verde, em Goiás, em março de 2016. Naquela época, de acordo com dados da Pnad, só 45% dos domicílios brasileiros tinham acesso à TV digital. No Norte e no Nordeste, o acesso é ainda mais restrito: menos de 35% das famílias estão aptas a receber o novo sinal; nas famílias rurais, o acesso cai para 18%.

A meta é, até o final de 2018, desligar o sinal analógico de 1.300 municípios. O final do processo, para todo o Brasil, só deve terminar em 2023, cinco anos depois do prazo inicialmente previsto. O primeiro país a se tornar 100% digital foi Luxemburgo, em 2006. No mundo, 56 países já completaram a transição, e outros 68 estão em processo, inclusive o Brasil, de acordo com a União Internacional de Telecomunicações.

Dentre os benefícios está a possibilidade de ofertar mais canais, mas, no Brasil, os maiores ganhos têm sido em qualidade de imagem e de transmissão na TV aberta. Uma pesquisa do Ibope no Distrito Federal, onde o sinal foi desligado em novembro, mostrou que, assim que foi realizada a transição, emissoras como Record e Band tiveram melhora na audiência, e o número de pessoas assistindo à TV por assinatura caiu. Com a mudança, será possível inclusive expandir a internet móvel via 4G, graças à liberação de espaço na rede analógica. A mudança começa hoje.

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s